quinta-feira, outubro 21, 2010

A criação do mundo para os Desana

Todos eles chegaram trazendo as quatro cuias de terra e entregaram-nas para Baaribo que estava no centro do que ia ser o mundo. Baaribo tinha um tipo de pano de tururi (wasu gasiro) dobrado no ombro. Esse pano era muito grande: ele tinha o tamanho do mundo. Baaribo pegou-o e estendeu-o no chão e derramou a terra bem no centro. O pano era para segurar a terra. Se ele não fizesse isso, a terra iria cair e o mundo nunca existiria. Enquanto ele estava fazendo isso, arrancou, por meio de um benzimento, os dentes dos micróbios da terra: dos micróbios pretos da terra preta, dos micróbios vermelhos da terra roxa, dos micróbios brancos da terra branca, dos micróbios marrons da terra de pólvora. Os micróbios ficaram sem dentes. Depois ele arrancou as suas pernas. Por fim ele os matou. Matou-os todos. Ele estava preparando a terra para ela ser masári yéba (terra de nascer gente), masá kuipari yéba (terra da gente abrir os olhos), masá tõrãri yéba (terra de formar gente) e masá ehari yéba (terra de virar gente). Depois, espalhou a terra em cima do pano de tururi e a deixou bem firme. Ele estava fazendo isso para as futuras gerações. Foi Baaribo que preparou a terra para nós.

(Livro dos antigos Desana)

2 comentários:

Anônimo disse...

uiui! q lindjo!

(-.-)

jubs disse...

Chegou, Lili Gun?

Saudades..
Beijo